Somos liberais, progressistas e, acima de tudo, antipopulismos e autoritarismos de qualquer coloração política.

É bem possível que essa seja a primeira vez que você esteja vendo neoliberalismo não sendo usado de forma pejorativa.

Neoliberalismo é um excelente bode expiatório. Para a esquerda, os neoliberais estão matando os pobres com suas ideias.

Para a direita cada vez mais nacionalista, os neoliberais globalistas são uma elite política que controla tudo secretamente.

Convidamos você a deixar esses espantalhos de lado e a mergulhar nos textos a seguir. Talvez você se surpreenda em saber que sim, você também é um neoliberal.

Comece por aqui

O que é o Neoliberalismo?

Há uma tendência na política recente (e de fato desde o início dos tempos) de redescobrir, reutilizar e redefinir antigos rótulos políticos. Um desses termos, e talvez o mais controverso, é "Neoliberalismo". A razão disso é porque a definição do termo e a relação entre quem se identifica com ele e quem é identificado por […]

Eu sou um neoliberal. Talvez você também seja.

“Neoliberal” é um termo usado e abusado por algumas pessoas para atacar os fãs do livre mercado. Geralmente é mal definido e as tentativas de outras pessoas para defini-lo acabaram por serem confusas ou gerar confusão. A definição de Ben é a melhor que eu já li, porque descreve um grupo que é distinto dos […]

Como os neoliberais modernos redescobriram o neoliberalismo

Um dos desafios que os neoliberais modernos enfrentam é lidar com as diversas definições de neoliberalismo que seus críticos usam. O neoliberalismo é a ideologia da ortodoxia de livre mercado da direita? É a ideologia dos liberais moderados, os que levaram líderes como Tony Blair e Bill Clinton ao poder? Ou é a causa sinistra […]

Os usos e abusos com a palavra neoliberalismo

Neoliberalismo é essencialmente um termo intencionalmente impreciso usado para a economia de livre mercado, para as ciências econômicas em geral, para o conservadorismo, para libertários e anarquistas, para o autoritarismo e militarismo, para o progressismo de centro-esquerda "orientado para o mercado", para o globalismo, para a social-democracia e o estado de bem-estar social, para aqueles […]

O espantalho chamado neoliberalismo

Alexander Rüstow definiu o conceito de neoliberalismo em 1932: Prioridade para o sistema de preços, o livre mercado, a livre iniciativa, e um Estado forte e imparcial, com intervenção social. Muito diferente dos espantalhos por aí. Vemos muitos citando o termo neoliberalismo, quase que invariavelmente de forma pejorativa, mas percebe-se que os usuários desta palavra […]

No que os neoliberais acreditam?

“Neoliberalismo” é mal compreendido. Em grande parte isso ocorre porque, até recentemente, quase ninguém se autodenominava neoliberal. Tornou-se mais um epíteto do que uma categoria analítica séria, um termo genérico para os críticos das falhas do livre mercado. Foi aplicado de forma imprecisa a um amplo espectro de líderes com perspectivas diferentes, de Ronald Reagan […]

Ver o mundo por olhos neoliberais

Palestrei na Universidade de Brighton como parte de uma série de seminários sobre o neoliberalismo. O termo "neoliberal" é normalmente utilizado num sentido depreciativo, embora eu tenha optado por não o utilizar dessa forma. Fui o único orador da série a falar a favor das ideias neoliberais, e o meu título era “Ver o mundo por olhos […]

Globalismo: Uma defesa

Uma visão cada vez mais partilhada por analistas e comentaristas políticos é que a velha separação política entre esquerda e direita é ultrapassada e menos acurada que a separação entre globalistas e nacionalistas. A The Economist já escreveu sobre isso, o grande historiador Yuval Harari já se manifestou sobre o tema e, inclusive, um proponente dessa nova separação analítica […]

Últimos posts

Patentes não são o problema!

Durante o último ano e meio eu tenho gritado do alto: “invistam em capacidade, construam mais fábricas, reforcem as linhas de abastecimento, gastem bilhões para economizar trilhões”. Felizmente, alguns espertalhões que trabalham na administração do Biden encontraram uma solução melhor, “os EUA apoiam a quebra da propriedade intelectual nas vacinas COVID-19 para ajudar vencer a […]

Como a caminhabilidade pode garantir uma retomada segura das atividades econômicas

As mais recentes evidências científicas mostram que a transmissão do coronavírus se dá primariamente pelo ar em ambientes fechados — muitas vezes por pessoas sem sintomas, e medidas como a higienização de ambientes e medição de temperatura (no pulso!) se mostram, para ser generoso, sem utilidade. Sendo assim, ambientes fechados como shopping centers, academias e bares são hoje o cenário perfeito para a transmissão de COVID-19.

O que já se constatou é que em lugares ao ar livre, ou pelo menos bem ventilados, o risco de contágio é consideravelmente menor do que ambientes fechados. Dessa maneira, a pracinha, o parque, a ciclovia, e mesmo a praia (com baixa ocupação) dão um banho de biossegurança nos lugares a que estamos acostumados a frequentar.

Urbanisticamente e epidemiologicamente: como o Brasil está fazendo tudo errado

Desde o início da crise sanitária da COVID-19, diversos países ao redor do mundo tem procurado alternativas para diminuir os riscos e a transmissão do vírus. Uma das estratégias mais amplamente adotadas desde o início foi o investimento na bicicleta como modo de transporte. Algumas cidades, como Bogotá e Paris, investiram em ciclovias pop-up, estruturas improvisadas com cones de trânsito para garantir a separação entre ciclistas e o trânsito. A estratégia deu resultado, e hoje, as ruas de Paris se veem tomadas de bicicletas.

A explicação é simples: em um momento em que a orientação é evitar ambientes fechados com aglomerações, a bicicleta se torna uma opção com um risco consideravelmente menor em relação ao transporte público. Sendo assim, estimular e apoiar o uso da bicicleta — e da caminhada — se torna também uma questão de saúde pública, que pode inclusive salvar muitas vidas.

Transporte público e COVID: como evitar o contágio

O agravamento da pandemia de COVID-19 trouxe muitas preocupações e questionamentos legítimos a respeito dos riscos de contágio no transporte público. Por ser um ambiente fechado e, na maioria dos casos, sem ventilação natural, com uma ocupação muito alta e em que as pessoas ficam por muito tempo, o transporte público é uma situação de alto risco de contágio por COVID-19.

Apesar disso, há como se proteger da COVID-19 quando é necessário usar o transporte público. Tendo como base as regras de ouro de prevenção ao novo coronavírus (ventilação, máscara e distanciamento), é possível reduzir consideravelmente o risco com algumas ações simples.

Menos revolução e mais moradias: Como o MTST poderia ajudar muito mais na reforma urbana

O MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), fundado em 1997, é um movimento que reivindica moradia urbanas e outras ações sociais para indivíduos sem propriedade ou em uma situação vulnerável. Estampa, com letras garrafais em seu site, uma imagem com a mensagem “menos ódio, mais moradia”. A organização é amplamente conhecida e, apesar de gerar […]

A Regularização Fundiária Urbana no Brasil: o desafio atual

A Regularização Fundiária Urbana é o conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visam corrigir e adequar construções e núcleos irregulares aos termos da legislação urbana, como o plano diretor municipal, além de conferir o título de propriedade aos ocupantes do local.  Viabiliza-se, com isso, a melhoria nas habitações e estabelecimentos comerciais, instalação […]

O Consenso de Washington

Faleceu domingo, no dia 11 de abril de 2021, o grande economista britânico e ex-professor da PUC-Rio John Williamson, autor do chamado "Consenso de Washington" (CW). Talvez tirando "fascismo" e "neoliberalismo" nada seja tão utilizado como espantalho pela esquerda brasileira como o tal consenso. Apesar de o CW ter virado sinônimo para uma espécie de […]

A queda e ascensão do liberalismo econômico ao longo do século XX

Primeiro, deve-se ficar claro que nesse texto vou tratar do liberalismo econômico, não do liberalismo social ou mesmo do liberalismo como um todo enquanto filosofia política. O liberalismo econômico é a doutrina que prega que os mercados sejam relativamente livres, que as tarifas sejam baixas, que os marcos legais sejam bem desenhados, enfim, é a doutrina […]

Neoliberalismo e seus prospectos - por Milton Friedman

Neoliberalismo é um dos termos sócio-político-econômicos mais banalizados do vocabulário (pseudo) intelectual nos atuais debates no Brasil. Mas para além desta banalização, o que neoliberalismo realmente significa, se é que ainda resta algum significado a um termo tão rebaixado ao nível de deslegitimação e xingamento?   Olhando-se para a história deste termo, a sua origem remonta ao economista alemão Alexander […]

A desigualdade está aumentando ou diminuindo, afinal?

A resposta rápida é que, nas últimas décadas: A desigualdade entre países ricos e pobres está diminuindo. A desigualdade entre indivíduos nos países mais pobres está caindo. A desigualdade entre indivíduos nos países mais ricos está aumentando. A desigualdade entre indivíduos no mundo todo está caindo. Neste artigo, apresentaremos os dados que detalham o que […]

Quando a vacinação é um “crime”

Em 29 de dezembro do ano passado, Hasan Gokal, o diretor clínico da equipe de resposta à COVID-19 no Condado de Harris, no Texas (que inclui Houston, a quarta maior cidade dos Estados Unidos em termos de população), supervisionava a administração da vacina da Moderna, na sua maior parte a trabalhadores de serviços de urgência. […]

Eficiência do mercado de filantropia

De acordo com a hipótese do mercado eficiente, se todos os investidores tem a mesma informação e se comportam racionalmente, todos os ativos terão seus preços determinados ‘corretamente’. Nessas condições, se torna impossível para o agente individual ‘superar’ o mercado consistentemente. A hipótese do mercado eficiente é costumeiramente discutida em contexto financeiro, mas pode, a […]

A Crise da OMC e o Fim do Multilateralismo

Em 14 de maio de 2020, o diplomata brasileiro Roberto Azevedo anunciava que deixaria o comando da Organização Mundial do Comércio (OMC) após ter liderado a entidade por 7 anos desde que assumiu o cargo de diretor-geral em 2013. Após sua saída, em meio à pior crise da organização, a OMC entrou em um processo […]

Pressionar por cidades mais densas, verticalizadas e mais livres

Menos jardins, mais arranha-céus. Esse deveria ser o lema dos neoliberais em seu ativismo pelas cidades. O lobby de moradores residentes em áreas privilegiadas acaba sendo um dos principais entraves para a livre atuação das forças de mercado na expansão da cidade. Não são apenas os magnatas do mercado imobiliário que perdem com isso, como […]

O utilitarismo - bem compreendido - é compatível com o liberalismo

Recentemente publicamos um artigo analisando alguns aspectos da obra de John Rawls, especificamente a oposição deste autor para com os princípios utilitaristas. Rawls entende que a posição utilitarista requer sacríficos individuais em prol do bem-estar social que não seriam compatíveis com o liberalismo.

Argumentarei que o utilitarismo não é a negação das liberdades individuais, nem justificativa para a opressão de minorias e que, bem compreendido, não é incompatível nem com o liberalismo, nem com concepções mais gerais de moralidade e nem mesmo com a teoria da justiça Rawlsiana.

Afiliado ao The Neoliberal Project

Procure no site: