Todos os posts desse autor

abril 6, 2022
Por que o ajuste fiscal deve ser feito essencialmente por corte de gastos, e não por aumento dos impostos

"Dívidas e déficit não são invenções da ideologia. São fatos da aritmética". - Paul Martin, ex-Primeiro Ministro do Canadá. “A Agenda Liberal se impõe.” - Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central do Brasil e um dos elaboradores do Plano Real. Uma das coisas mais desconcertantes sobre pessoas brilhantes que morrem relativamente jovens é pensar o […]

Read More
fevereiro 21, 2022
Defendam a ciência! O comunismo foi sim fome e repressão

"Socialism is not based merely on a different system of ultimate values from that of liberalism, which one would have to respect even if one disagreed; it is based on an intellectual error which makes its adherents blind to its consequences.” - Friedrich Hayek No final de janeiro de 2022, os habitantes da bolha cyberbolchevista […]

Read More
janeiro 30, 2022
Resenha do livro "A Democracia em Déficit – O Legado Político de Lord Keynes", por James M. Buchanan e Richard E. Wagner

A década de 1970 foi uma divisora de águas no pensamento político e na econômico mundial. À medida que o desemprego avançava e a inflação acelerava, uma nova resposta aos problemas enfrentados pelo chamado “bloco ocidental” mostrava-se necessária, visto que o modelo adotado desde o final da Segunda Guerra Mundial, inspirado ao menos em tese […]

Read More
maio 11, 2021
Patentes não são o problema!

Durante o último ano e meio eu tenho gritado do alto: “invistam em capacidade, construam mais fábricas, reforcem as linhas de abastecimento, gastem bilhões para economizar trilhões”. Felizmente, alguns espertalhões que trabalham na administração do Biden encontraram uma solução melhor, “os EUA apoiam a quebra da propriedade intelectual nas vacinas COVID-19 para ajudar vencer a […]

Read More
abril 14, 2021
O Consenso de Washington

Faleceu domingo, no dia 11 de abril de 2021, o grande economista britânico e ex-professor da PUC-Rio John Williamson, autor do chamado "Consenso de Washington" (CW). Talvez tirando "fascismo" e "neoliberalismo" nada seja tão utilizado como espantalho pela esquerda brasileira como o tal consenso. Apesar de o CW ter virado sinônimo para uma espécie de […]

Read More
fevereiro 9, 2021
Como a independência do Banco Central pode fortalecer a democracia brasileira

O deputado Marcelo Freixo publicou em seu Twitter uma série de razões para ser contra a independência do Banco Central (BC). A maioria é composta por mentiras genéricas típicas do deputado, tais como a suposta submissão do governo perante os bancos (aparentemente o sr. Freixo não se deu nem ao trabalho de ler o projeto […]

Read More
dezembro 24, 2020
Milton Friedman e as limitações da liberdade de escolha

Em Capitalismo e Liberdade, do economista americano Milton Friedman, há a seguinte frase, que vem sendo utilizada por alguns contra a vacinação obrigatória: “Aqueles, dentre nós, que acreditam em liberdade devem crer também na liberdade dos indivíduos de cometer seus próprios erros. Se um homem prefere, conscientemente, viver o dia de hoje, usar seus recursos […]

Read More
dezembro 22, 2020
Não é incoerente ser liberal e defender a vacina obrigatória

LIBERALISMO NÃO É APENAS LIBERDADE DE ESCOLHA Não é incoerente ser liberal e defender a vacina obrigatória [M]esmo que possa ser errada, a finalidade da lei não é abolir ou conter, mas preservar e ampliar a liberdade. Em todas as situações de seres criados aptos à lei, onde não há lei, não há liberdade. A […]

Read More
dezembro 7, 2020
A trágica proteção da indústria brasileira de computadores – por Paul Samuelson e William Nordhaus.

O ganhador do Prêmio Nobel de 1970 Paul Samulson foi um dos maiores economistas da segunda metade do século XX. Conhecido pelo público geral especialmente por sua coluna na revista americana Newsweek, onde contrapunha com ninguém menos que Milton Friedman, Samuelson também foi o autor de Economics, que contando todas as suas edições desde os […]

Read More
novembro 23, 2020
A década perdida petista

Há pouco mais de quatro anos, um mandato de presidente portanto, o Senado sacramentava o impeachment da Dilma, encerrando, assim, 13 anos do governo do PT (por meio de um golpe a Casa e o então Presidente do Supremo Ricardo Lewandowski, que presidiu a sessão, optaram por fatiar a votação, não revogando seus direitos políticos, […]

Read More

Procure no site: